A minissérie de drama de Ava DuVernay, Olhos Que Condenam, foi assistida por mais de 23 milhões de espectadores na Netflix. A série de quatro episódios conta a história real de cinco jovens negros – Antron McCray, Korey Wise, Kevin Richardson, Raymond Santana e Yusef Salaam – erroneamente condenados e sentenciados pela agressão sexual de uma atleta no Central Park de Nova York, em 1989, antes de serem inocentados em 2002, depois que o verdadeiro culpado confessou o crime. DuVernay – que criou, co-escreveu e dirigiu Olhos que Condenam para a Netflix – foi amplamente aclamada desde que a série estreou no final de maio. O talentoso elenco da série tem sido elogiado pelos críticos também, em particular os atores que interpretam as versões mais jovem e mais velha dos cinco acusados erroneamente, que incluem Jharrel Jerome e Caleel Harris.

Não são apenas os críticos que estão elogiando Olhos Que Condenam: a série tem sido um grande sucesso também para o público. No início deste mês a Netflix foi ao Twitter para anunciar que, desde que estreou em 31 de maio, Olhos Que Condenam se tornou a série mais assistida da gigante streaming nos EUA. Embora a Netflix seja notoriamente reservada sobre seus números de audiência, a empresa parece muito orgulhosa ao “se gabar” sobre o número de assinantes que assistiram à aclamada série.

De acordo com um tweet postado por DuVernay, Olhos Que Condenam foi assistido por mais de 23 milhões de contas da Netflix em todo o mundo. O tweet da diretora (que pode ser visto abaixo) também afirmou que ela foi levada às lágrimas depois de ouvir as notícias e enfatizou que o impacto da série em todo o mundo demonstra que o mundo quer ouvir sobre “histórias reais de pessoas negras”.

Embora a aclamação da crítica e os números de visualização sejam obviamente importantes, é o impacto real de Olhos Que Condenam que é realmente incrível. Não só a série está gerando conversas sobre a injustiça enfrentada pelos acusados neste caso em particular, mas também está lançando uma luz sobre um sistema de justiça americano que é muitas vezes distorcido contra pessoas negras. Membros do sistema de justiça criminal que ajudaram na condenação injusta dos cinco acusados também estão sob novo escrutínio por causa do sucesso da série.

x